Advento em família: o que fazer para viver bem este tempo?

Estamos nos aproximando do advento, período litúrgico que antecede ao tempo do natal. A Igreja e sua tradição propõe diversos símbolos e rituais que favorecem a vivência e a espiritualidade própria deste tempo. Vigilância, esperança e recolhimento são características marcantes.

Vivenciar as práticas litúrgicas é uma catequese constante, e inseri-las na vida familiar auxilia na espiritualidade e na comunhão. Elencamos 3 sugestões paraviver bem o tempo do advento em família. Confira!

  • Ornamente sua casa com os sinais do advento

Desde antiga tradição, as famílias cristãs costumam ornamentar suas casas com símbolos sagrados que expressem a espera do Menino Jesus. Então, a árvore de natal, as guirlandas, e sobretudo o presépio, embelezam e evangelizam. Contar com esses símbolos pode ser útil para  toda família. Além de proporcionarem momentos de descontração no momento da montagem e ornamentação, alimentam a espiritualidade e catequizam as crianças sobre o real motivo de toda preparação.

  • Reserve uma noite por semana para oração em família

Vale a pena fortalecer esse hábito em nossas famílias no tempo do advento. Prepare um ambiente para esse momento com o presépio e a Coroa do advento – composta por 4 velas, sendo comumente 3 roxas e 1 rósea, representando os domingos deste tempo litúrgico – e escolha um horário que reúna o maior número de membros da casa.

Entoar um canto ao Espírito Santo, ler e meditar em família o Evangelho do dia, partilhar as expectativas para o Natal, são sugestões que podem compor o roteiro de orações. Algumas famílias praticam a oração do Santo Terço, outras fazem a Novena de Natal, enfim a prática de piedade escolhida fica a critério de cada um.

  • Promova ações de solidariedade em família

O tempo natalino costuma despertar sentimentos de altruísmo e caridade. É importante que as crianças entendam que a partilha e a solidariedade precisam nascer em nossas corações junto com Jesus, e desse modo tais ações devem provocar uma mudança de mentalidade. Pode-se visitar um asilo, um orfanato, ou um hospital e se possível fazer partilhas materiais. Mas também estimule que toda a família faça uma revisão em suas gavetas e guarda roupas, e partilhem com quem mais necessita do que não está em uso. Além disso, é muito salutar a disposição de coisas que gostamos muito como um sinal de despojamento interior e conversão.

  • Frequente a programação da sua paróquia

A paróquia é o sinal visível da Igreja ao nosso redor. É costume que as paróquias promovam uma programação diferenciada nos tempos fortes da liturgia, como o advento. Procure estar atento aos avisos da missa, no mural, ou faça contato com a secretaria paroquial e se informe sobre como participar bem dos eventos desse período. Isso alimenta ainda mais a fé o sentido de pertença à comunidade de irmãos em Cristo.

O advento deve promover em nós mudança de vida, conversão, em vista da segunda vinda de Jesus. Que seja um período de reflexão e ações práticas de espiritualidade e caridade. Estejamos vigilantes e nos preparemos para viver com muito amor o Natal do Senhor.